sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Sheherazade vs. Heródoto: a diferença entre jornalismo e discurso panfletário

O Porto de Mariel, construído em Cuba em parceria com o Brasil, gerou polêmica nos últimos dias. O BNDES investiu US$ 802 milhões no porto. Mais US$ 290 milhões serão destinados para a zona especial de desenvolvimento de Mariel.

A comentarista Rachel Sheherazade, apresentadora e comentarista do Jornal do SBT, fez duras críticas aos investimentos do governo. Jornalista brilhante, especialista em todos os assuntos, fez um comentário duro: “Parece que está sobrando dinheiro no Brasil, porque não tem limite a generosidade do governo com os estrangeiros”.

No final do comentário, a especialista em comércio internacional pergunta: “Por que financiar um porto em Cuba quando os nossos portos estão sucateados e abandonados?”

Heródoto Barbeiro, apresentador do Jornal da Record News, mais humilde, abriu mão de fazer comentários conclusivos e convidou para o programa um diretor da Fiesp, Thomaz Zanotto, para saber a opinião dos industriais.

Apesar de não serem tão sábios como a comentarista do SBT, os industriais têm interesses econômicos concretos e podem tecer avaliações sobre o assunto… O diretor da Fiesp destacou que o porto foi construído por empresas brasileiras, que forneceram também 80% dos materiais e equipamentos envolvidos na obra.

“Existe um interesse estratégico. O Brasil é um país sul-americano e tem bastante inserção na região. A inserção econômica do Brasil no Caribe ainda é pequena e pode melhorar muito. E o porto é uma oportunidade para isso”, disse.

A sábia apresentadora do SBT, com seu discurso ideológico, precisa ter cuidado para não passar a imagem de que é um boneco de ventríloquo dos blogueiros “fofos” (assim se referiu a Reinaldo Azevedo) da Veja…

Heródoto Barbeiro, por sua vez, fez jornalismo e entrevistou um diretor da Fiesp, que apresentou informações relevantes sobre as vantagens para as empresas do Brasil investirem no porto.

Abaixo, veja os vídeos:
(1)
(2)

Um comentário:

bruxyo disse...

caro miqueias a noticia até que é interessante mas pelo que eu sei o Governo federal emprestou este dinheiro sem ao menos consultar o Congresso nacional e até se você for procurar no site do BNDS não existe nada falando deste empréstimo feito as escondidas para CUBA, acho que você foi muito leviano ao fazer estas declarações


http://www.youtube.com/watch?v=W9p64DHptyM

Postar um comentário