quinta-feira, 17 de abril de 2014

Durante a greve da PM, Irecê teve princípios de arrastão e assaltos a mão armada


Imagens do Facebook

A greve da polícia fez explodir a violência nas grandes cidades da Bahia como Feira de Santana que houve um total de 42 mortes em dois dias e também nos pequenos municípios do  interior , como Irecê.  Foram assaltos à mão armada, tentativas de arrastões e ataques a comércios semearam o medo na cidade.

Na noite da ultima quarta-feira (16), assaltos, tentativas de arrastões foram relatado por internautas nas redes sociais. Segundo informações ocorreu na Av. Caraíbas, começando em uma loja que vende açaí, onde clientes acabaram reféns de bandidos e foram obrigados a entregar seus pertences,  mais de 10 celulares foram roubados e algumas pessoas ainda foram agredidas. As lojas Americanas percebendo indícios de arrastões baixou as portas ás 19h:30m ainda com clientes dentro. Para evitar contratempo, houve comerciantes que contrataram seguranças particulares, para garantir a segurança dos clientes.

Nas ruas durante a noite houve assaltos em várias partes da cidade, pessoas relataram os momentos de tensão que viveram sob a mira de uma arma. A policia civil que apesar de estar paralisada trabalhava parcialmente foi acionada e ainda prendeu três elementos, onde dois deles estavam armados sendo um de menor  que portava uma arma ponto 40, de uso da Policia Civil.

 Um assassinato também foi registrado, um homem identificado como Cássio Barreto de Souza de 25 anos foi encontrado morto na quarta-feira (16) com um tiro na cabeça em uma rodovia que liga Irecê a cidade de Ibititá.

O fim da greve foi anunciada hoje, quinta-feira (17), por volta das 12h:30m trazendo paz aos moradores que com a volta da PM as ruas se sentem mais seguros.



(Miqueias Nunes) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário