domingo, 20 de abril de 2014

Habeas corpus de Prisco é julgado agora por Cármen Lúcia

O pedido do habeas corpus em favor do vereador Marco Prisco, líder da greve da PM na Bahia que terminou na última quinta-feira, 17, passará a ser avaliado pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia, de acordo com o advogado Tiago Dinoemerson, que faz parte da equipe que defende Prisco.
Inicialmente, divulgou-se que o pedido de soltura do presidente da Associação de Soldados, Bombeiros e seus Familiares (Aspra) seria analisado o presidente Joaquim Barbosa, mas após sorteio interno, o caso foi encaminhado para o ministro Ricardo Lewandowski. Como ele está viajando, o processo foi repassado para a ministra Cármen Lúcia.
O advogado diz que o pedido já está sendo analisado pela ministra, mas que ela ainda não se pronunciou. A expectativa é que a decisão seja divulgada em breve, já que foi solicitada urgência no caso.(A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário