sexta-feira, 18 de abril de 2014

Mais de 40 pessoas morreram em Salvador na greve da PM. 7 na RMS nesta madrugada

Quarenta e uma pessoas fora assassinadas durante a greve da Polícia Militar entre a última quarta-feira (16) e quinta-feira (17) em Salvador e região metropolitana, de acordo com informações publicadas pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). O órgão registrou sete tentativas de homicídios no período. Ainda segundo a SSP-BA, o número pode aumentar.

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) registrou 222 ocorrências. O Grupo de Repressão de Roubos a Coletivos contabilizou 14 roubos a ônibus em Salvador, nove deles ontem. Em 2012, quando a greve da PM durou 12 dias, foram registradas 180 mortes e 378 veículos roubados. Proporcionalmente, o índice  de homicídios foi 36,6% maior em 2014.

Pelo menos sete homicídios foram registrados na Região Metropolitana de Salvador (RMS) entre a noite desta quinta-feira (17) e a madrugada desta sexta-feira (18). Segundo a Polícia Civil, foram registrados dois roubos de carros no mesmo período.


Feira de Santana - Cenário de horror

A cidade de Feira de Santana, a cerca de 108 km de Salvador, foi palco de horror durante a greve da Polícia Militar neste ano. Foram registradas 42 mortes. Deste total, 38 resultaram de homicídios e latrocínios e quatro recorreram do chamado auto de resistência. As mortes foram registradas desde às 8h de quarta-feira até às 13 horas de quinta-feira. A Polícia Civil usou todo o efetivo de agentes, escrivães e delegados para agilizar os levantamentos cadavéricos. Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário