sábado, 19 de setembro de 2015

Em entrevista, vereador Pascoal Martins faz graves acusações ao prefeito de Irecê; “já vi tornozeleira eletrônica em muita gente grande”

Em-entrevista-vereador-Pascoal-Martins-faz-graves-acusaes-ao-prefeito-de-Irec-j-vi-tornozeleira-eletrnica-em-muita-gente-grande
O vereador Pascoal Martins (PCdoB), e líder da Bancada Oposicionista na Câmara de Vereadores de Irecê - concedeu entrevista ao Jornal da Caraíbas FM nesta quinta-feira (17) - quando fez um balanço da sua atuação na Câmara Municipal, teceu duras críticas e fez graves acusações à administração do prefeito Luizinho Sobral (PTN). Segundo Martins, há empresas clandestinas prestando serviços à prefeitura de Irecê que não possuem se quer uma bicicleta em sua frota – citando, como exemplo, a LCA Empreendimentos que não tem autorização da AGERBA para atuar no segmento de transporte de pessoas e atua na prestação de serviços no município de Irecê. O parlamentar esclarece também que se viu na obrigação de investigar a firma [LCA].  “Fui mais além, fui investigar a firma e não encontrei o responsável nem a empresa foi localizada no citado endereço na cidade de Aporá. A sede da empresa não existe. Segundo o vereador, ele [Pascoal] juntamente com o vereador Celso Cambuí (PT) - foi à cidade de Aporá certificar o endereço da LCA, mas foi informado que o escritório da empresa estaria funcionando na cidade de Jandaira, onde, também, não foi localizado ” - afirmou. “O perfeito usa o chavão: ‘minha terra, meu orgulho’ e utiliza um carro com placa da cidade de Aporá”. De acordo com Martins, também não foi encontrado o registro da empresa [LCA] junto ao Crea.

Em outro trecho da entrevista, o parlamentar acusou, entre outras irregularidades, o prefeito Luizinho de nomear um subsecretário de agricultura ‘fantasma’ – Alessandro Nunes Diamantino que é desconhecido do quadro funcional da pasta. De acordo com a denuncia do edil, o gestor municipal nomeou Alessandro Nunes para ocupar o cargo de subsecretário de agricultura, em junho de 2014. Mas, segundo Martins, o subsecretário ‘fantasma’ nunca deu expediente. Não existe essa subsecretaria.  “Ninguém o conhece ou alguém o já tenha visto por lá” – acusou o parlamentar. Ainda segundo Pascoal, Diamantino, recebe cinco mil por mês pelo cargo de subsecretário. “Eu quero avisar ao prefeito ‘reizinho’, ‘imperador’... que ele fique esperto, tenha mais cuidado, pois tenho visto tubarões sendo presos; tornozeleira eletrônica em muita gente grande; não se sinta tão blindado” – alfinetou.  Segundo Martins, todas as denuncias já foram deliberadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), mas que até o momento não obteve nenhuma resposta do Ministério Público do Estado da Bahia.

Durante a entrevista Pascoal disse ainda que o chefe do Executivo Municipal mudou o seu discurso e a sua postura política apresentados durante a campanha eleitoral, e que agora nem se quer mora na cidade. “Ele [prefeito] virou um homem ‘metrópole’ e sente dificuldades para se readaptar à cidade de Irecê”. Prometeu reabrir o Hospital Municipal no primeiro dia de seu governo, não cumpriu; prometeu bolsa família municipal, não cumpriu; prometeu incrementar o comércio local, não cumpriu. Hoje, depois de eleito, usa métodos contrários em sua administração, chega a evocar Adolf Hitler, para tornar ‘verdade’ a mentira; Napoleão Bonaparte, para segurar com unhas e dentes as mídias em suas comemorações; e os Bush (pai e filho e ex-presidentes americanos) - para retaliar, intimidar e buscar destruir seus adversários.“Tentam de todas as formas calar a nossa voz, mas não vão conseguir; não vão nos intimidar; não vão nos destruir” - disse. Vamos continuar nosso papel de fiscalizar como parlamentar e denunciar sempre que necessário as mazelas praticadas pelo gestor municipal contra o povo de Irecê.

Caraíbas Fm

Um comentário:

Caio Alicrim disse...

Esse sujeito é um inútil, não acrescenta nada na sociedade, a não ser nos barzinhos, não defendo Luizinho, mas primeiro que teria de ser preso era a Dilma e o Lula, esse ele defende, até com bandeira nas costas com a turma do SECIR, vão trabalhar cambada.

Postar um comentário