sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Investigações aponta que armas apreendidas em Santo Estevão foram usadas no assalto ao banco do Brasil de Ponto Novo


Segundo o delegado João Uzzum, coordenador da 1ª Coorpin em Feira de Santana ,as investigações apontam que as armas apreendidas na cidade de Santo Estêvão com Miguel Vicente de Assis Oliveira, 46 anos, o “Topete”, foram utilizadas em várias ações contra instituições financeiras a exemplo da ocorrida nas cidade de Ponto Novo em outubro

“As armas foram reconhecidas por policiais que participaram do combate com os assaltantes no assalto de Ponto Novo. A quadrilha que agiu foi a que tem sede na região de Santo Estêvão, inclusive um dos assaltantes morto na ação de Ponto Novo foi enterrado em Santo Estêvão e o Miguel participou do velório e sepultamento dele”, frisou o delegado.

Durante a operação que realizou a sua prisão Miguel foi atingido na perna durante troca de tiros com os policiais. Ele foi internado no Hospital Clériston Andrade em feira de Santana e depois de receber atendimento médico foi encaminhado para o Conjunto penal de Feira de Santana.

Na casa do acusado foram encontrados quatro fuzis sendo dois AK47, um Fal 7,62 e um calibre 5.56, além de uma submetralhadora 9 mm com silenciador e vasta munição. Todo o material apreendido é de uso exclusivo das Forças Armadas.

Oficiais do Exército, mais precisamente do 35º BI, estiveram no Complexo Policial para verificar se alguma arma pertence à instituição.
 com informações de A tarde

Nenhum comentário:

Postar um comentário