quinta-feira, 7 de abril de 2016

Caixa Econômica repassa R$ 23 bilhões em "créditos podres" para salvar balanço

Depois de ser usada pelo governo como locomotiva de crédito para impulsionar a economia nos últimos anos, a Caixa Econômica Federal recorreu à venda recorde de 23 bilhões de reais em "créditos podres" - débitos considerados de difícil recuperação - desde 2014 para limpar o balanço da instituição.

No ano passado, o banco estatal vendeu 13,1 bilhões de reais a empresas especializadas na recuperação de dívidas, quase o triplo da soma das operações do mesmo tipo feitas pelos três principais concorrentes - Banco do Brasil vendeu 3 bilhões de reais, Itaú Unibanco, 2,2 bilhões de reais, e Bradesco não efetuou esse tipo de negócio. Pelas transações feitas no ano passado, a Caixa recebeu apenas 439,3 milhões de reais.

Em fevereiro, o banco colocou à venda mais 1,5 bilhão de reais da carteira de empréstimos inadimplentes de micro e pequenas empresas. Em 2014, a Caixa já tinha desovado 8,3 bilhões de reais em créditos em atraso que estava carregando no balanço, ou mesmo já baixados para prejuízo. Por essa venda, recebeu 1,6 bilhão de reais. Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário