quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Eleições Municipais podem ser anuladas em 12 cidades baianas


Resultado de imagem para voto
Candidatos mais votados tiveram registros indeferidos e apresentaram recursos que ainda não foram analisados. Nesta situação se encontram três cidades da Chapada Diamantina e mais outras 09 cidades baianas.
Porém, isso acontece em todo Brasil. No país são quase 150 candidatos a prefeito mais votados que podem acabar não conseguindo tomar posse da Prefeitura de suas cidades. Isso porque eles tiveram registros indeferidos e apresentaram recursos que ainda não foram analisados pela Justiça Eleitoral. Desses, 03 estão na Chapada Diamantina e mais 09 na Bahia.
As cidades baianas nas quais os candidatos mais votados ainda lutam na justiça são Camamu, Correntina, Iramaia, Itabuna, Jeremoabo, Santa Cruz da Vitória, Sapeaçu, Sítio do Mato, Uruçuca, Iraquara, Lençóis e Rio de Contas. Caso venham a ter os registros deferidos pelo TRE-BA, os votos atribuídos aos candidatos mais votados nesses municípios serão validados.
Lembrando que o candidato mais bem votado em Iraquara foi Edimario (PSD/55) com 7.935 votos, o segundo que recebeu mais votos foi o atual gestor Freitas (PSB/40), com 4.572. Em Lençóis o mais bem votado foi Marcão (PRB/10), com  2.411, segundo, Vanessa Sena (PSD/55), com  2,341 e em terceiro Edileide (PP/11), com 684 votos. Já em Rio de contas o mais votado foi Marcio Farias (PSD/55) com 4.693 votos em segundo ficou Dr. Cristiano (PDT/12) com 4.381 votos.
Se não conseguirem vitória nos tribunais, os votos atribuídos aos primeiros colocados serão anulados. Tal fato pode ensejar nova eleição. Em coletiva de imprensa, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que essa situação é resultado da diminuição do tempo de campanha de três meses para 45 dias. “Esse tempo reduzido, que também se aplicou ao registro, acabou por ocasionar essa situação”. Chapada News

Nenhum comentário:

Postar um comentário